PROGRAMA

 

em atualização 

Exposições, Visitas Guiadas, Atividades Pedagógicas, Peddy Papers, A Domus,

Usos & Costumes, Museu Vivo, Oficinas, Música, Danças, Espetáculos, Acampamento Militar, Cortejos, Cavalos, Passeios de Burro

 

CONCURSO DE FOTOGRAFIA

Beja traja-se a rigor para receber nos próximos dias 17 a 20 de maio mais uma edição do Festival Beja Romana. Por estes 4 dias, revivem-se, no Centro Histórico da cidade, a grandeza e imponência de Pax Julia

É na Praça da República, local onde se situava o forum romano e onde estão identificados dois templos romanos, um dos quais, o maior e mais monumental descoberto até hoje em território português, que acontece o grande bulício desta recriação. Toda a intensa atividade da Beja Romana constitui uma oportunidade para registar momentos únicos de vida, cor e alegria.

 (Regulamento e ficha de inscrição em atualização)

A cidade de Pax Iulia foi fundada por Augusto, algures entre os anos 25 e 15 do séc. I a.C.. Foi capital de Conventus Pacensis uma das três circunscrições responsáveis pela organização das questões jurídicas e do culto imperial da província da Lusitânia.

Cidade com o estatuto de colónia romana, usufruía de privilégios que além da capital, Colónia de Emerita Augusta (Mérida), apenas Norba (a norte), Metellinum (a este) e Pax Iulia possuíam.

 

Pax Iulia dispunha de um vasto território, onde a exploração agrícola assumia grande importância, como testemunham as villae dispersas pelas boas terras dos barros de Beja. Além, dos produtos agrícolas, vinho, azeite e cereais, a mineração, também, se constituía como um dos sectores de riqueza desse imenso território que se estendia além do Guadiana.

 

Como em todas as capitais reconhecia-se em Pax Iulia um conjunto de edifícios relacionados com o exercício dos poderes civil, administrativo, jurídico e com o culto imperial. Era no forum, a praça principal da cidade, que se localizavam esses edifícios de prestígio. A imponência e a singularidade das construções do forum de Pax Iulia, revela-se hoje nos vestígios arqueológicos que se vão colocando a descoberto. Em Beja, o forum localizava-se junto à actual Praça da República, como testemunham as escavações recentemente realizadas nesse local, as quais permitiram meter a descoberto o maior templo romano conhecido em território nacional. A importância dos diversos achados que se vai observando, um pouco por todo o centro histórico da cidade, remetem-nos para a existência de outros edifícios, ainda que até ao presente não tenhamos logrado localizar o teatro, o anfiteatro ou o circo, edifícios que, certamente, existiram em tão importante cidade. A cidade romana sofreu alterações ao longo do tempo, os seus principais espaços adaptar-se-iam aos novos modelos e exigências funcionais que a evolução do vasto Império iria ditando.

 

Professora Conceição Lopes

 

 
 
 
 
CONTACTO

CÂMARA MUNICIPAL DE BEJA

Praça da República

7800-427 Beja

tel. 284 311 800

email 

geral@cm-beja.pt

get@cm-beja.pt

 

USE O FORMULÁRIO >